YVONNE PEREIRA >> livros mensagens o voo de uma alma

Livros Psicografados por Yvonne A. Pereira

* Editados pela Federação Espírita Brasileira:

Memórias de um suicida – 330.000 exemplares

“Memórias de um suicida”, pelo espírito Camilo Castelo Branco, descreve a condição do Espírito que busca a desencarnação através do suicídio. Focaliza as experiências tormentosas vividas por este, para que reflitamos nas conseqüências deste ato. Em sua primeira parte, relata os padecimentos do Espírito após o desencarne voluntário, relacionando as regiões, os seus habitantes e os sofrimentos atrozes, a que são arrastados. São os Réprobros do “Vale dos Suicidas”, onde Camilo, por seu gesto tresloucado, foi parar, a partir de 01/06/1890, quando suicidou. É ainda nesta primeira parte que Camilo narra o trabalho de resgate e socorro dos irmãos infortunados, pelos “Servos de Maria”, descrevendo o local do recolhimento, o tratamento e as impressões vividas pelos assistidos. Focaliza, em sua segunda e terceira partes, os trabalhos de instrução necessários para uma nova reencarnação, onde todos buscarão a reabilitação perante as leis da natureza. Conclui, enfocando a lei de causa-e-efeito,de novo enfatizando a reencarnação, por meio da qual, poder-se-ão resgatar os débitos adquiridos.

 

Nas voragens do pecado – 100.000 exemplares  

Essa magistral obra, mostrada a Yvonne Pereira pelo Espírito Charles, publicada em 1960, apresenta  acontecimentos ocorridos na França por volta do ano de 1572 e fazem aflorar a luta dos seguidores da reforma  luterana e calvinista. Descreve a trama de duas mulheres unidas num processo de terrível vingança e obsessão, contra o responsável pelo massacre de sua família. Apresenta o pacto obsessor descrevendo os personagens principais: Otília de Louvigny, noiva do pastor sacrificado Charles Filipe; a irmã do pastor, Ruth-Carolina e Luís de Narbonne, o capitão da Fé, que em seu fanatismo sectário, serve de instrumento ao clero e à rainha Catarina de Médicis, nas atrocidades contra os Protestantes. Narra o plano de conquista e o casamento de Ruth e Luís de Narbonne com suas conseqüências atrozes. Relata a consumação da vingança, a perseguição, ainda no plano espiritual e o processo obsessivo nos dois planos de existência. Conclui, apresentando as condições dos personagens no Além e a necessidade da reencarnação para resgatar e aplacar as consciências culpadas e ultrajadas.

 

O Cavaleiro de Numiers – 105.000 exemplares  

Romance da mesma série de “Nas Voragens do Pecado” e “O Drama da Bretanha”, dá prosseguimento da trama que enreda os personagens do livro “Nas Voragens do Pecado”.  Volta Yvonne Pereira, ou melhor Ruth-Carolina de La-Chapelle, através da Lei Palingenésica, agora  animando a personalidade não menos atribulada de Berthe de Sourmeville -Stainesbourg, ainda na França (Paris).  Este romance, “O Cavaleiro de Numiers” ficou durante 40 anos arquivado por Yvonne, a ponto de não mais acreditar na sua publicação. Aliás, tal ocorrência não constitui raridade nos acontecimentos  da vida dos grandes médiuns. “Muitas vezes fui mesmo tentada a queimá-lo, a fim de desocupar gavetas que me eram necessárias. Mas, contive-me, esperando o futuro. Escrevi-o em minha mocidade, para conclui-lo já com os cabelos brancos”, afirmava ela. Não há que contestar que a obra é de grande valor histórico, pois, focaliza a vida de Espíritos que, desde os tempos de Roma, encarnaram em conjunto, sendo sua última existência verificada na França, o que foi relatado no primeiro romance “Nas Voragens do Pecado”. 

 

O drama da Bretanha – 100.000 exemplares  

A obra apresenta, em 17 capítulos, a vida de reajustes de Espíritos comprometidos entre si, que lutam para alcançar a libertação. Inicia com a descrição do local, Costas da Bretanha, província da França,  em meados do século XIX. Andréa, vítima de processo obsessivo, é rejeitada por seus pais, tendo a seu lado seu irmão mais velho Victor, cristão adepto de doutrinas orientalistas, seu protetor espiritual nesta e em diversas outras existências. Conclui, focalizando a prece com sua ação benéfica  no amparo daqueles que sofrem e com os preparativos, no Plano Espiritual, para o retorno de Andréa à matéria carnal em busca de reajuste, o que viria a acontecer, realmente, em 24 de dezembro de 1900, na  então, Villa de Santa Thereza de  Valença, hoje Rio das Flores, ao sul do Estado do Rio de Janeiro.  A Reencarnação é Lei incorruptível e todos nela encontram os meios de exterminar as  suas  corrupções  multi-milenares.

Amor e ódio – 110.000 exemplares  

Esta obra genial, cuja primeira edição surgiu em 1956, ditada pelo Espírito Charles, aborda o drama vivido por um ex-aluno do Professor Rivail, Gaston de Saint-Pierre, objetivando esclarecer sobre a lei de causa-e-efeito e a Justiça Divina. Através de romance, apresenta a vida de  Gaston, artista francês que por uma infeliz paixão foi acusado de crimes que não cometera e relegado ao degredo. No auge dos seus sofrimentos, foi auxiliado pelas licões de “O Livro dos Espíritos”, que lhe fora enviado, então, por Allan Kardec. Demonstra a bondade e o amor divinos, propiciando à alma criminosa a oportunidade de ressarcimento, através da lei da reencarnação. Como os demais, traz-nos um tema da vida real, episódio dramático vivido nos idos de 1850, assistido pelo próprio autor espiritual Charles, quando de sua última encarnação na Terra. Mostra-nos ele a presença de Gaston , por volta de 1957, neste século, portanto, agora encarnado no Brasil. 

Dramas da obsessão – 100.000 exemplares  

Lançado em 1964, esta obra nos traz duas novelas emocionantes, ambas baseadas em fatos verídicos, educativas quanto edificantes. Também foram ditadas à Yvonne pelo Espírito Bezerra de Menezes. Interessa de perto a todos nós , envolvidos que somos, de uma maneira ou de outra, em nossas atividades diárias junto ao Consolador, nas Casas espíritas que freqüentamos ou laboramos ou até mesmo dirigimos. Aborda fatos relacionados com a perseguição espiritual , esclarecendo, consolando e orientando o leitor. Aliás, as perseguições espirituais (obsessão) , quase sempre são tidas por nós como injustas, o que é uma maneira errada de pensar. É um legado do Dr. Bezerra de Menezes, trazendo-nos um caso extremamente ilustrativo que descerra todas as nuances do problema obsessivo. 

Sublimação – 95.000 exemplares  

Dois Espíritos, Léon Tolstoi e Charles, ligados à médium  desde existências passadas, transmite a ela, nos idos de 1973, histórias reais e comoventes, nas quais o suicídio é focalizado em suas implicações morais e com suas conseqüências aterradoras, refletindo-se na vida de Além-Túmulo. Nessa época, não tanto distante dos dias atuais, Yvonne Pereira já se encontrava quase na parte final de sua jornada mediúnica no campo da psicografia. Muitas visões ocorreram durante a receptividade da obra, aliás, fato constante em quase todas as demais obras recebidas, num total de 12 (doze) publicadas. Sua convivência com as duas entidades , como afirmava, era quase que diária, independente dos momentos de psicografar. O livro “Sublimação”, tem por objetivo, confortar as pessoas vacilantes e frágeis, nos momentos de provação. Apresenta quatro  contos de Leão Tolstoi passados na Rússia e dois de Charles: um, vivido na Pérsia e outro, na Espanha. Enfoca temas como: o amor ao próximo; a evolução; a lei de causa-e-efeito e a reencarnação. A mensagem espírita alí é destacada sobremodo , apontando rumos para o homem que busca incessantemente evoluir na senda da perfeição. 

Nas telas do infinito – 88.000 exemplares  

História narrada por seu amigo espiritual Bezerra de Menezes  e uma novela transmitida pelo espírito Camilo Castelo Branco. A primeira, intitulada  “ Uma história triste”, narra a vida de Palmira , jovem que se reabilita dos erros de vidas pretéritas, dignificando-se em testemunhos de renúncia e paciência ante a miséria e a tuberculose que a dilaceram. Os acontecimentos partem de uma favela do Rio de Janeiro, em meio a perigos e à promiscuidade. Quadros que, nos dias atuais, cresceram nas grandes cidades, onde crianças, ao raiar do dia, levantando seus corpinhos de suas camas de cimento, em plena rua ou debaixo de marquises, juntando-se a outras que, descendo as escarpas das montanhas, arroladas de favelas, maltrapilhas, desgrenhadas, famintas, buscam, juntas a este ou àquele transeunte, - “uma esmola pelo amor de Deus.” A segunda se nos apresenta uma novela, “O Tesouro do Castelo”, por Camilo Castelo Branco, contendo fato real passado em Portugal, em 1640, mostrando que o amor, a bondade e a beneficência são qualidades indispensáveis à paz do homem na sua luta pela evolução. Divulga as verdades espíritas, consolando aos que sofrem a injunção de provas dolorosas. Voejando pelas duas da madrugada, em desprendimento do corpo físico, a médium de Camilo, participa com os jovens personagens das investidas no castelo proibido, a serviço do bem : “Rochedo negro e abrupto, elevando-se, rotundo, às bordas de um mar violento, fere-me a atenção...,” narra-nos ela, à pagina 70, da 9a edição - FEB 1991.  O Castelo Negro..., a História lacrimosa de dois fidalgos..., passando aos leitores as verdades espíritas, consolando aos que sofrem...  “Nas telas do infinito” é um livro que surpreendeu até mesmo o próprio Chico Xavier. 

Ressurreição e vida – 100.000 exemplares  

A primeira edição desta obra surgiu em 1964, ditada pelo Espírito de Léon Nicolaevich Tolstoi (Leão Tolstoi ) e que nos oferece  oito belos contos . No primeiro, temos as dissertações de Zaqueu no mundo espiritual; em seguida, acompanhamos um coração de mãe reabilitando um espírito suicida que se revoltara ante os ensinamentos errôneos de uma igreja ortodoxa russa; no terceiro, deparamos outra mãe, que aprisionava junto a si, a filhinha desencarnada,porém, mais tarde,  libertando-a através de um sonho; logo após, deslumbramos-nos ante a decisão de um sacerdote (Startsi) que, apesar de induzido, também em sonho, abandona as enxertias do Cristianismo, depois de verificar , no Universo Sideral e terreno, toda a grandeza do Criador;  na quinta narrativa, alguém, que, em ouvindo Jesus nos 3 anos de sua missão divina, escreve quase tudo o que Ele fez, exemplificando em seguida, até a morte; a seguir, acompanhamos o próprio autor da obra, desencarnado, encontrando um seu amigo na Espiritualidade , que lhe narra os acontecimentos da Ressurreição de Jesus, a qual foi presenciada pelo seu benfeitor no mundo maior; o sétimo conto nos leva até o paralítico de Kiev, ação que vem antecedida de uma exortação do autor espiritual a todos os sofredores que se encontram “sobre um leito de dores, ou numa cadeira de rodas.” Um dos mais belos contos que já se viu publicado, e que é ofertado  “...A ti que, cego, não poderás contemplar, com os olhos do corpo, a consoladora luz do Sol nem o semblante do ser amado. A ti que, na melancólica penumbra dos hospitais ou dos casebres, prossegues na marcha da própria redenção ...” e finalmente, o último trabalho psicográfico, mostrando-nos a auto-punição ante uma ação deletéria contra o semelhante, a partir do arrependimento, levando o algoz a um “castigo” de duração multi-secular, “sem jamais poder encontrar felicidade no amor.”

 

Recordações da mediunidade – 110.000 exemplares  

Este livro apresenta-se-nos como se fosse uma  autobiografia do passado espiritual da sensitiva Yvonne Pereira, através de inumeráveis casos, estudados e comentados. Considerando o estado mental e moral da esmagadora maioria da população mundial, a obra torna-se um excelente roteiro, direcionando-nos para novos caminhos, evitando a obsessão, que acarreta sérios problemas aos médiuns invigilantes. A autora narra, dentre várias considerações valiosas e conclusões edificantes, o “amargor das lágrimas que choramos durante as provações, as peripécias e humilhações que nos acompanharam em todo o decurso da presente existência, e as quais a Doutrina Espírita remediou e consolou”. “Recordações da Mediunidade” é obra para ser lida e estudada , para que as conclusões de cada capítulo favoreça o estudioso da obsessão a uma dedução segura , descobrindo o caminho que o levará à integração completa da exemplificação doutrinária. Os ensinamentos são profundos em todas as páginas. O universo de revelações contido no livro , nos dá uma total coerência com a Universalidade dos Ensinamentos a que Allan Kardec se referiu na Introdução de “O Evangelho segundo o Espiritismo”. 

Devassando o invisível – 115.000 exemplares  

Nesta obra a médium narra uma série de fatos por ela observados e vividos no Plano espiritual, assistida e supervisionada pelos Instrutores do mundo invisível, mais de perto, Bezerra de Menezes. Aborda estudos sobre fenômenos e fatos transcendentes devassados pela mediunidade, onde as entidades espirituais de Charles e Frederico Francisco Chopin se revelam. Charles foi martirizado no século XVI, na França, na célebre matança de São Bartolomeu. No século seguinte, foi soberano na Índia. Chopin, que variava a indumentária por várias vezes em suas aparições, viveu, numa de suas encarnações, no reinado de Luís Filipe, na França. Ambos se revelavam pelo perfume de violeta que espargiam no recinto. Em Vitor Hugo, ela não registrava o  “feitio” dos trajes, pois só conseguia distinguir o busto. Porém, “vinha envolvido em tênues nuvens, lucilantes, argênteas, com reflexos azuis pronunciados.”  Afirma Yvonne Pereira na referida obra, à pagina 53, ser pupila espiritual da falange de iniciados hindus e todos os seus integrantes se esforçavam, na aparição , por mostrarem-se “uniformizados, à caráter, com as gemas do anel e do turbante inclusive, também envoltos em neblina, com reflexos azulados.”

A tragédia de Santa Maria – 100.000 exemplares  

Este livro veicula conceitos da moral-cristã, principalmente à juventude, sedenta de luz e justiça. Objetiva alcançar os corações, educando-os para as legítimas finalidades da existência. A primeira parte apresenta cinco capítulos que tratam dos personagens recentes de 1951, sofrendo a influência do “ontem” sobre o “hoje”; na segunda, com 7 capítulos, aborda acontecimentos vivenciados em vidas passadas, no ano de 1863; na terceira, em quatro capítulos, fala das causas do sofrimento atual: tragédia, crime e dor; na quarta parte, também em quatro capítulos, tece comentários sobre  acontecimentos passados, mostrando a misericórdia divina na quitação com a lei. Alerta as criaturas sobre os conceitos espíritas, impulsionando-as para o ressurgimento da moral na Terra por meio do processo evolutivo. História desenrolada numa fazenda do sul do Estado do Rio de Janeiro, na qual o próprio Bezerra de Menezes tomou parte de início, como encarnado, e por fim, como Espírito já desprendido da matéria. 

À Luz do Consolador – 15.000 exemplares  

Trata-se de um excelente trabalho enfeixando um conjunto de artigos da médium , publicados no mensário religioso de Espiritismo Cristão , REFORMADOR , Revista centenária editada há 116 anos pela Federação Espírita Brasileira . Os escritos são de 1960 a 1980. A matéria, anteriormente apresentada no referido mensário, da mesma forma é reapresentada no livro em questão, conservando o pseudônimo de Frederico Francisco, que Yvonne usava naquela oportunidade, como sentida homenagem da médium ao genial compositor polonês Frederico Francisco CHOPIN a quem ela se sentia estreitamente unida por laços do passado. 

* Editados pelo Centro Espírita Léon Denis – CELD

Cânticos do Coração – Vol. I e II – 3.000 exemplares  

Em 1994, surgia, com prefácio de Hermínio C.  Miranda o “Cânticos do Coração”, em dois volumes. São escritos de Yvonne Pereira, magistralmente enfeixados em livro pelo Centro Espírita Léon Denis, localizado no bairro carioca de Bento Ribeiro, no Rio de Janeiro, buscados nas páginas do extinto jornal “Obreiros do Bem”. De novo, os leitores e apreciadores das obras literárias da médium, se deleitam com essa coletânea , representada por “textos repletos  de ensinamentos colhidos em décadas de estudo e prática da abençoada Doutrina dos Espíritos”, no dizer do prefaciador.  O livro é dedicado aos jovens discípulos das Mocidades espíritas do Brasil, “com o desejo de que todos cumpram fielmente os deveres de espíritas cristãos, sob o pálio protetor do Mestre e Senhor Jesus de Nazaré”,  conclui Yvonne Pereira em seu “Ofertório”.  Ambos os volumes trazem, ao final, belíssimos , significativos e saudosos “Instantes fotográficos da autora”, sendo que, o 1º volume retrata os “Cânticos Doutrinários” e o 2º as “Realidades Espíritas”.

 

Yvonne do Amaral Pereira – O Vôo de uma alma – 4a  edição – 10.000 exemplares  

"Augusto Marques de Freitas, em boa hora, tomou como encargo, fazer um livro que retratasse a vida de dedicação ao bem de Yvonne, buscando justamente, mostrar o aspecto humano que tanto caracterizou a passagem desta grande trabalhadora.  Há, nesta obra, fatos desconhecidos que agora estão sendo apresentados para o público leitor e outros que, embora já conhecidos, trazem informações que enfocam a maneira mais clara e abrangente, o roteiro de vida desta prodigiosa médium. De forma interessante, o autor apresenta os espíritos com quem Yvonne  se comunicou e ainda curiosa entrevista dela com Humberto de Campos na espiritualidade. Enfim, muito aprenderemos sobre a médium com esta leitura.    Yvonne - pessoa humana.  Yvonne - médium.  Yvonne - espírito em trabalho após sua desencarnação.  Yvonne, o espírito que se apresentando, ele mesmo, como réu, diante da Lei de Deus, soube superar a própria dor e alçar vôo - O Vôo de uma Alma.  Temos plena certeza de que esta preciosa obra preencherá uma lacuna no campo das biografias de trabalhadores espíritas que enriqueceram a atividade de divulgação doutrinária."

Altivo C. Pamphiro (Presidente do C. E. Léon Denis)

Clique aqui para ver a 2ª edição deste livro.

* Editado pela Societo Lorenz

Um caso de reencarnação – 2.000 exemplares

O presente volume enfeixa um relato que apareceu no órgão oficial da Federação Espírita Brasileira, Reformador, nos meses de setembro a dezembro de 1979. Sobre este comovente relato que aqui reaparece em forma de livro nada precisamos dizer, pois é eloqüente por si mesmo para convencer-nos das grandes verdades do Consolador prometido pelo Divino Mestre Jesus, dentre as quais avulta a reencarnação, como expressão da infinita misericórdia de Deus para conosco, as almas da Terra, invariavelmente curvadas sob o peso de infrações aos Códigos Divinos e, por isso mesmo, obrigadas aos testemunhos das inevitáveis reparações.

* Editado pelo IDEBA – Bahia  

Yvonne – A heroína silenciosa – 1.000  exemplares  

Essa é uma biografia tecida com os fios do sentimento, registrando eloqüentes lições de Amor de quem superou as intempéries do destino, sublimando-o, que não sucumbiu frente às asperezas de uma estrada umedecida pelo limo do sofrimento. Lições de um amor vitorioso, heróico, que venceu séculos de descaminho, registrando na Terra a mensagem celestial.

Clique aqui para ver a 2ª edição deste livro.

* Total editados

1.483.000 (um milhão, quatrocentos e oitenta e três mil exemplares)